Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Qual a importância do Técnico em Agropecuária na Defesa Agropecuária Nacional.

Saudo a todos

 

Gostaria de saber sua opinião sobre a importanica  do Técnico em Agrícola na Defesa Agropecuária Nacional.

 

Desde já agradeço sua contribuição

 

Exibições: 5432

Responder esta

Respostas a este tópico

essencial é o ser humano. o que realmente estou questionando é todo o sistema tanto educativo quanto social, uma vez que a cadeia alimentícia é uma das maiores devastadoras de ecossistemas, tanto humanos quanto ambientais, e, sob a ótica determinista de exportar e produzir, de aliminar a agricultura familiar, de sermos engolidos por grandes monopólios em todas a´s áreas, sermos, sem dúvida nenhuma explorados por toda e qualquer forma de poder, ou de nos fazer crer que o estado existe para o bem-comum do povo, de destruição de cultivos crioulos, de nos acharmos mais importantes uns dos outros, aliás, de nos acharmos, discordo de mim mesma, penso que todos devem e podem ter sim, responsabilidades, de acordo com sua ética, seus valores culturais locais, utilizando o mínimo de insumos, acreditando no ciclo do metano e na transmutação dos elementos. concordo sim, com uma colega que tudo se resume a lobby de classes, e tudo que eu quis falar é que todos os cursos técnicos são deficientes no quesito humanidade, pois só visam produzir para exportar, criar empregos, nao massa crítica. entao, viva a igualdade, perdão pelo classismo , NAMASTÊ, muito suco verde, e leiam sobre crudivorismo que a gente vai falar menos e plantar mais.
O papel dos Técnicos em Agropecuária, dosTécnicos Agrícolas ou ainda dos Técnicos em áreas afins é de fundamental importãncia na Defesa Agropecuaria. Na verdade, a atuação conjunta com outros profissionais é que dá maior otimização das ações. Não há diferença gritante nas atuações já que ambos atuam nas execuções das mesmas. É certo de que os Agônomos e Veterináros sejam mais critériosos em seus pareceres Técnicos até por conta de uma maior cobrança em termos de responsabilidade Técnica. Por outro lado os Técnicos também são muito cobrados em suas analizes de fiscalização in-loco, uma vez que atuam mais diretamente com a fiscalização propriamente dita. O que conta mesmo é que ambos estejam sempre por dentro das legislações vigentes para cada produto, sub-produto e outros. Em sendo assim, não há diferença alguma. Ambos atuam com maestria e por isso e por muito mais são dignos de nosso respeito e de nossa admiração.
Abraço fraterno,
Prof. Valmon Lucas Dida
M.Sc. Agricultura Tropical/UFMT

  Olá Mônica, não generalize uma classe por causa de alguns, topo todos os dias com profissionais de nivel superior das mais diversas áreas de formação com o mesmo problema que você citou, sou Téc. em Agropecuária , formado em Escola Federal e a maioria dos meus professores eram e ainda são mestres ou doutores em suas respectivas áreas de atuação,e além do mais concursados,o que me deu uma boa base para ser quem sou hoje, atualmente sou Técnico de Carreira concursado da ADAB e realizo a contento minhas atividades , sempre respeitando os limites do cargo que ocupo ,sem invadir as competências dos profissionais graduados .

Monica Diehl Fernandes disse:

ah, esqueci, meu "chefe " é um TA, quando me manda emails, ás vezes, duvido que seja de um superior, pq seu português é sofrível, seu discernimento social, egoísta, e, formou-se na EAFS, assim como outro colega meu, que também nao tem a mínima noçao do que seja uma regra de três, podem até ser exceção, mas todos que conheço, estão apenas pensando em lucros máximos, vender bastante agrotóxico, nem sequer falam em rodízio, EPI,calibragem de equip, enfim , nao encontrei nenhum ainda que pense em sustentabilidade. Todos somos necessários, mas com essa formaçao pífia, como formar seres cr´ticos? só se pensa em exportar! vender, lucrar. Não tem noçao de sintomas de doenças, identificar espécies. que espécie de TA estao se formando? pessoas á serviço do agronegócio? da exportação? a agricultura é responsãvel pelas maiores emissões de carbono e gases do efeito estufa. E se formam TA que tenham senso crítico ou funcionários (des)qualificados que subtituem agronomos.
Tudo

RSS

Instituições

Apoio

Parceria

Resultado de imagem para Fundação Christiano Ottoni

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2018   Criado por Inovadefesa.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço