Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Informação

Sanidade Apícola

Grupo formado para discussão de sanidade apícola, para Sanitariastas, Pesquisadores e Estudantes.

Site: http://http://br.groups.yahoo.com/group/sanidadeapicola/
Membros: 74
Última atividade: segunda-feira

Prog. Nacional de Sanidade Apícola-PNSAp

Programa Nacional de Sanidade Apícola - PNSAp
Estratégias do PNSAp
Para prevenir, controlar ou erradicar doenças das abelhas, o PNSAp promoverá as seguintes atividades:
I - educação sanitária;
II - estudos epidemiológicos;
III - fiscalização e controle do trânsito de abelhas e produtos apícolas;
IV - cadastramento, fiscalização e certificação sanitária de estabelecimentos; e
V - intervenção imediata quando da suspeita ou ocorrência de doença de notificação obrigatória.
Vigilância epidemiológica
São fontes de informação do sistema de vigilância epidemiológica para doenças das abelhas:
I - o Serviço Veterinário Oficial (Federal, Estadual ou Municipal), por meio das atividades de:
a) fiscalização de estabelecimentos;
b) fiscalização do trânsito de abelhas e produtos apícolas; e
c) monitoramentos epidemiológicos; e
II - a comunidade, representada por:
a) apicultores;
b) prestadores de serviço agropecuário;
c) profissionais que atuam em laboratórios de diagnóstico veterinário, instituições de ensino ou pesquisa agropecuária; e
d) qualquer outro cidadão.

Doenças de notificação obrigatória

São as doenças constantes da lista da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), além de outras que possam comprometer a apicultura nacional, a economia, a saúde pública ou o meio ambiente.
Qualquer membro da comunidade que tenha suspeita ou conhecimento da ocorrência de doenças de notificação obrigatória deve comunicar o fato imediatamente à unidade mais próxima do órgão executor das atividades de Defesa Sanitária Animal.
Os esforços para prevenir a introdução de novas doenças no Brasil concentram-se no controle das importações de animais vivos, de material de multiplicação animal e de produtos com potencial de transmissão dos agentes etiológicos.

Situação sanitária brasileira

A ocorrência das doenças de notificação obrigatória no Brasil e demais países membros da OIE está disponível no Sistema Mundial de Informação Zoosanitária da Organização Mundial de Saúde Animal (World Animal Health Information Database – WAHID/OIE).

Papel dos apicultores

1. Observar o disposto nas normas sanitárias, em especial às exigências para o trânsito de abelhas;
2. Manter atualizado o cadastro do apiário junto ao Serviço Veterinário Oficial;
3. Comunicar imediatamente ao Serviço Veterinário Oficial qualquer alteração significativa da condição sanitária do apiário;
4. Utilizar somente insumos agropecuários registrados no MAPA, respeitando as indicações de uso; e
5. Manter o registro do trânsito de colméias e rainhas, da ocorrência de doenças, dos medicamentos, produtos veterinários e demais insumos agropecuários utilizados no apiário.

A participação dos apicultores, por meio da compreensão e cumprimento das normas sanitárias e do correto manejo do apiário, é fundamental para a efetivação dos propósitos do PNSAp.

Papel dos Médicos Veterinários do setor privado

Os Médicos Veterinários do setor privado poderão prestar serviços no âmbito do PNSAp, observado o disposto nas normas sanitárias, em particular no que se refere aos procedimentos necessários à certificação de estabelecimentos para doenças objeto do PNSAp.

Fonte

MAPA

Fórum de discussão

Simpósio sobre perdas de abelhas no Brasil – 2017

Iniciado por Inovadefesa 19 Out. 0 Respostas

Diante do reconhecido declínio das abelhas em todo o mundo, diversos especialista do Brasil e de outros países irão se reunir em Teresina, PI, de 16 a 18 de outubro, visando discutir as principais…Continuar

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Sanidade Apícola para adicionar comentários!

Comentário de Inovadefesa em 27 janeiro 2015 às 8:14
Prezados colaboradores e membros da RITDA,

Considerando que o Projeto INOVADEFESA - Inovação Tecnológica para a Defesa Agropecuária foi finalizado, e não tendo conseguido outra fonte de financiamento, a Rede de Inovação Tecnológica para a Defesa Agropecuária - RITDA ficará sem a inserção de novas matérias, ficando portando paralisada por período indeterminado.

Nesse sentido, precisamos do apoio de vocês para conseguir parcerias, que nos permitam dar continuidade à Rede, que se tornou um canal tao importante. Seria uma pena a RTIDA tornar-se obsoleta, após esse período tão frutífero.

Quem tiver interesse ou ideias, gentileza encaminhar email para inovadefesa@gmail.com aos cuidados de Rebeca.
Obrigada pela colaboração.

Atenciosamente,
Rebeca Caroline
RITDA
Comentário de Ana Maria de Andrade Mitidiero em 28 agosto 2013 às 16:24

O Cadastro é a base do trabalho da Defesa.

Vejam link da CIDASC

http://www.cidasc.sc.gov.br/blog/2013/08/28/cadastro-de-apicultores...

Comentário de Clayton Bernardinelli Gitti em 28 maio 2013 às 10:29
Grupo de Sanidade Animal no Facebook. Pessoal, montei um grupo para postar, discutir e divulgar informações sobre sanidade animal. Visitem, se inscrevam e Compartilhem!!!! https://www.facebook.com/groups/141199165924130/


Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!! Compartilhem!!!!

Comentário de Jefferson Banderó em 2 maio 2013 às 13:58

Ganhamos o 1º Round na luta pela proibição dos Neonicotinóides (1)

Conseguimos -- a Europa acabou de votar uma proibição aos pesticidas de abelhas!

Grandes empresas como a Bayer lutaram com toda força contra a proposta, mas o poder popular, a ciência e a boa governança foi mais forte!! 

Morte das abelhas na Alemanha
Abelhas "morrem" em frente à sede da Bayer em Colônia, na Alemanha

Vanessa Amaral-Rogers, da organização especializada em conservação, Buglife, disse: 

"Foi um voto apertado, mas graças à enorme mobilização dos membros da Avaaz, criadores de abelhas e outros grupos, nós vencemos! Não tenho dúvidas sobre o quanto as enchentes de telefonemas e emails enviados aos ministérios, as ações presenciais em Londres (Reino Unido), Bruxelas (Bélgica) e em Colônia (Alemanha), e a gigante petição com 2.6 milhões de assinaturas foram responsáveis por esse resultado. Obrigado Avaaz e a todos que trabalharam tão arduamente para salvar as abelhas!"

As abelhas são responsáveis por polinizar ⅔ de todos os nossos alimentos. Por isso, quando os cientistas começaram a notar que, silenciosamente, as abelhas morriam em proporções aterrorizantes, a Avaaz entrou com tudo, e não parou até alcançar uma vitória. A vitória dessa semana é fruto de dois anos de campanhas que começaram com o envio de mensagens para ministros de governos, organização de protestos para chamar a atenção da mídia junto com criadores de abelhas, comissionamento de pesquisas de opinião e muito, muito mais. Foi assim que fizemos, juntos: 

  • Assegurando a posição da França. Em janeiro de 2011, 1 milhão de pessoas assinaram nosso pedido para a França fazer valer a lei sobre o banimento de pesticidas neonicotinoides mortais. Membros da Avaaz participaram, junto com criadores de abelhas, de uma reunião com o Ministro da Agricultura francês, irradiando força e pressionando-o para que ele não se intimidasse pelo lobby da indústria e mantivesse a proibição aos pesticidas, assim enviando um forte sinal para outros países europeus.

Bernie em Bruxelas

Bernie, a abelha gigante infável, ajudou na entrega de nossa petição com 2.6 mihões de assinaturas em Bruxelas

Comentário de Silvio Valle em 18 novembro 2012 às 20:18
Comentário de Ana Maria de Andrade Mitidiero em 13 novembro 2012 às 13:21

Obrigada Sílvio Valle,

Também achei que o conteúdo oferecido e os palestrantes foram excelentes. Oferecemos à nossa equipe a grade mínima necessária que todos os cursos de Médicina Veterinária deveriam oferecer.

Em Santa Catarina contamos com 41 Médicos Veterinários na equipe de Sanidade Apícola, com EPI e demais materiais necessários para o trabalho no campo, distribuídos nas 20 Regionais.

Agora estamos com uma Médica Veterinária capacitada para realizar exames necessários para diagnóstico de doenças em abelhas e produtos apícolas, esperamos que o MAPA faça a validação das técnicas usadas pela Dra Érica W. Teixeira no único laboratório especializado em Sanidade Apícola que temos no país para que possamos estruturar nosso laboratório em Joinville. 

Comentário de Silvio Valle em 10 novembro 2012 às 14:10

Colegas mantemos no FB um grupo que discute Biossegurança em Biotérios. https://www.facebook.com/groups/biossegurancaembioterios/

Comentário de Silvio Valle em 10 novembro 2012 às 14:06

Parabéns aos colegas de SC pelo excelente evento sobre Sanidade Apícola. Em especial a Dra. Ana Mitidiero.  

Comentário de Erika Gleice M. doNascimento em 5 outubro 2012 às 11:18
Comentário de Jefferson Banderó em 12 junho 2012 às 12:16

Comentário de Jefferson Banderó 1 hora atrásExcluir comentário

A universidade de Taubaté também está disponibilizando vários cursos na área de Apicultura passando da Administração até produção de fármacos e cosméticos e própolis, com carga horária de 16h. Maiores informações siga o link: http://site.unitau.br//scripts/cea/cursos.php

e

Também tem o Curso de Especialização em Apicultura com carga horária de 380h com professores gabaritados. Excelente oportunidade:

http://voufazerpos.unitau.br/cursos/biociencias/curso-de-especializ...

 
 
 

Instituições

Apoio

Parceria

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2017   Criado por Inovadefesa.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço