Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Informação

Silvicultura

Este grupo foi criado para apresentar notícias, discussões, informações técnicas, artigos-científicos ( caso tenham algum trabalham publicam aqui no grupo) sobre silvicultura, integração lavoura agropecuária, manejo dentre outros assuntos pertinentes que envolve essa linda área.

Membros: 29
Última atividade: 29 Jun

SBS - SOCIEDADE BRASILEIRA DE SILVICULTURA

A SBS - Sociedade Brasileira de Silvicultura é uma associação representativa do setor florestal, de âmbito nacional, de utilidade pública sem fins lucrativos, fundada em setembro de 1955 com os objetivos de:

  • Congregar todos os que se dedicam à formação, recomposição e utilização sustentável das florestas;
  • Estudar e difundir tecnologias de preservação dos recursos naturais renováveis e defesa do meio ambiente em geral;
  • Participar e promover estudos e campanhas destinadas a garantir a reposição florestal e a disponibilidade de matérias-primas de base florestal;
  • Participar da elaboração de planos e programas florestais em conjunto com órgãos do Poder Público e da Iniciativa Privada;
  • Incentivar o aprimoramento da legislação florestal.

Para realizar seus objetivos, a SBS promove e participa de congressos, conferências, exposições, cursos, programas de comunicação e de extensão. Representa e defende, junto aos poderes públicos os interesses de seus associados, mantém intercâmbio e cooperação com organizações congêneres no Brasil e no exterior, colabora com as autoridades governamentais responsáveis pelas atividades florestais nas diversas regiões do país. Pesquisa, edita e divulga informações de interesse do setor, mantendo grupos de trabalho nas diversas áreas de atuação. Uma das principais preocupações da SBS refere-se às políticas florestais do Brasil. Neste sentido, é feito permanente acompanhamento dos instrumentos legais em vigência ou em discussão. A SBS participa ativa e construtivamente na elaboração e formulação de propostas para o Poder Público, sempre no sentido de valorizar a sustentabilidade do setor florestal brasileiro.

 

Carlos Alberto da Fonseca Funcia 
Presidente

Princípios
As associadas da SBS constituem um grupo seleto de empresas que se diferenciam das demais pelo compromisso que assumem, perante a sociedade, de cumprir os princípios básicos do bom manejo florestal. Caracterizam-se como um grupo empresarial cuja consciência social e ecológica vai além das exigências contemporâneas e, suas ações, voltadas ao desenvolvimento da atividade florestal no País, são conduzidas através da adoção de técnicas e princípios modernos de gestão que consideram:

  • A atividade florestal como vetor de desenvolvimento social, ambiental e econômico;
  • A adoção de medidas que conciliem os interesses conservacionistas com o uso das florestas ou dos solos florestais;
  • A difusão de preceitos de preservação dos recursos naturais renováveis e defesa do meio ambiente em geral;
  • A gestão dos recursos florestais de forma a garantir seu abastecimento industrial atual e futuro, a sustentabilidade e a manutenção dos ecossistemas existentes sem prejuízo dos demais recursos naturais;
  • O emprego de múltiplos usos dos recursos florestais, objetivando a utilização otimizada dos produtos da floresta e a geração de bens e serviços que beneficiem as comunidades locais;
  • A proteção do meio ambiente através da utilização de técnicas de proteção florestal, recuperação de áreas degradadas, conservação e monitoramento da qualidade do solo, da água e do ar;
  • A implementação de sistemas e procedimentos de controle de qualidade ambiental com o propósito de proporcionar o uso racional e melhoria contínua dos recursos florestais;
  • O respeito às leis e normas ambientais vigentes a nível municipal, estadual e federal e às tradições das populações locais.


Ações 
Visando atingir seus objetivos, a SBS tem promovido ações juntamente com participação dos seus associados, entidades congêneres e profissionais do setor para difusão de informações e tecnologias de produção, de preservação e de defesa do meio ambiente, além de divulgar a atividade florestal brasileira a nível nacional e internacional. Além disso, interage com órgãos governamentais e demais instituições visando promover o fortalecimento institucional do setor e o estabelecimento de políticas públicas e privadas que proporcionem o desenvolvimento florestal do país e seu crescimento econômico e social. 
Em nível internacional, a SBS atua difundindo a atividade florestal brasileira nos foruns, congressos e seminários, conforme os interesses nacionais, de modo a propiciar a diferenciação de produtos brasileiros de base florestal no mercado externo.

Curriculun Vitae SBS
SOCIEDADE BRASILEIRA DE SILVICULTURA

Quem é a SBS

  • Organização privada, sem fins lucrativos, de abrangência nacional, fundada em 21 de setembro de 1955 e reconhecida como instituição de utilidade pública
  • Segmentos representados na SBS: celulose e papel, siderurgia, madeira processada e pessoas físicas
  • Associados são representantes de empresas, entidades congêneres, profissionais do setor, pesquisadores e produtores florestais, que se diferenciam pelo compromisso de adotar princípios de manejo florestal responsável em termos sociais, econômicos e ambientais

Objetivos da SBS

  • Congregar todos os que se dedicam à implantação, recomposição, manejo e uso sustentável das florestas e produtos florestais
  • Promover tecnologias que conciliem produção com conservação de recursos naturais e proteção do meio ambiente
  • Propor, discutir e monitorar políticas florestais
  • Promover e participar de planos e programas florestais em colaboração com o setor privado e governos federal, estaduais e municipais
  • Promover o aprimoramento da legislação florestal
  • Defender os interesses de seus associados e da silvicultura nacional com fundamentação técnica

Informações produzidas pela SBS

  • Home Page (www.sbs.org.br): acessada por legisladores, governantes, tomadores de decisão, representantes de órgãos públicos, instituições de ensino e pesquisa, empresários, produtores florestais, ONG´s e demais  organizações e profissionais do setor
  • Rede SBS dia a dia: boletim eletrônico diário que alcança mais de 12.000 leitores no Brasil e no exterior
  • Fatos-Síntese: boletim eletrônico mensal com referências da legislação recente e eventos programados do setor
  • Legiflor: sistema de compilação e atualização dos dispositivos legais, tratados, convenções e acordos dos quais o Brasil é signatário
  • Fatos e Números do Brasil Florestal: relatório estatístico anual com informações setoriais
  • Livros publicados: A Cultura do Eucalipto no Brasil; A Cultura do Pinus no Brasil

Algumas realizações da SBS

  • Participou da Comissão que elaborou o  Código Florestal Brasileiro de 1965
  • Participou das discussões sobre os incentivos fiscais aos reflorestamentos
  • Organizou 8 Congressos Florestais Brasileiros
  • Concebeu o Cerflor – Programa Brasileiro de Certificação Florestal, hoje sob gestão do Inmetro e reconhecido internacionalmente pelo PEFC – Programme for the Endorsement of Forest Certification schemes
  • Participou da formulação das diretrizes, propostas e metas do PNF - Programa Nacional de Florestas
  • Elaborou o macrozoneamento para projetos de reflorestamento, visando oferecer subsídios técnicos ao MMA – Ministério do Meio Ambiente para implementar o PNF
  • Participou da elaboração do TR - ISO 14.061 – documento técnico sobre manejo florestal sustentável do Comitê Técnico ISO – TC 207
  • Executou Projeto sobre a “Expansão Competitiva do Setor Florestal Brasileiro” em parceria com entidades congêneres
  • Organizou workshop regional sobre “Estratégias e Mecanismos Financeiros para o Uso Sustentável e Conservação de Florestas da América Latina” junto com FAO / IUCN / PNF
  • Participou da elaboração do documento “Diretrizes Voluntárias para Manejo Responsável de Florestas Plantadas” da FAO
  • Organizou seminário sobre “Código de Melhores Práticas Relacionadas aos Aspectos Sociais dos Trabalhadores das Indústrias de Base Florestal” junto com FAO e OIT
  • Participou da  proposição e estruturação da  abertura de linhas de crédito para financiamento florestal para pequenos e médios produtores rurais
  • Participou do desenvolvimento de Padrões de Manejo Florestal Sustentável no âmbito do Cerflor e do FSC
  • Promoveu cursos de treinamento e formação de Auditores de Manejo Florestal
  • Co-organizou evento paralelo com a FAO no XIII Congresso Florestal Mundial
  • Participou da  Comissão de Seleção de artigos e pôsteres do XIII CFM
  • Coordenou os Painéis da Sessão Temática sobre Florestas Plantadas no XIII CFM

 

Participação em foruns e conselhos nacionais

  • CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente coordenado pelo MMA
  • Fórum de Competitividade da Cadeia Produtiva de Madeira e Móveis coordenado pelo MDIC - Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior
  • Conaflor – Comissão Nacional de Florestas coordenada pelo MMA
  • CGFLOP – Comissão de Gestão de Florestas Públicas coordenada pelo MMA
  • CTSMF - Comissão Técnica de Sementes e Mudas de Espécies Florestais coordenada pelo MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
  • Câmara Setorial de Florestas Plantadas coordenada pelo MAPA.
  • SCT – Cerflor – Subcomissão Técnica de Certificação Florestal coordenada pelo Inmetro
  • CEET / Manejo Florestal – Comissão Especial de Estudos Técnicos coordenada pela ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas
  • Câmara Setorial de Produtos Florestais do Estado de São Paulo
  • Fundo Florestar do Estado de São Paulo
  • Programa Madeira é Legal da Secretaria do Meio Ambiente do Estado de São Paulo.
  • COSAG - Conselho Superior do Agronegócio da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo – FIESP
  • Diálogo Florestal da Mata Atlântica e Pampa

Participação em foruns internacionais

  • ICFPA – International Council of Forest and Paper Associations
  • FAO  – Integrante de Grupos de Trabalho e do Comitê de Assessoramento de Produtos de Madeira e Papel
  • FSC – Forest Stewardship Council, como fundadora e representante do setor econômico internacional no primeiro Conselho  de diretores
  • Painel Intergovernamental de Florestas, como representante do setor privado na delegação brasileira
  • Fórum Intergovernamental de Florestas, como representante do setor privado na delegação brasileira
  • COFLAC – Comitê Florestal na América Latina e Caribe da FAO

Rua Gastão do Rego Monteiro 425 - Jd. Bonfiglioli
CEP: 05594-030 - São Paulo - SP
Fone: (11) 3719-1771
Fone/Fax: (11) 2619-1772
e-mail: sbs@sbs.org.br

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Silvicultura para adicionar comentários!

 

Membros (28)

 
 
 

Instituições

Apoio

Parceria

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2017   Criado por Inovadefesa.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço