Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Paulo Ramon Mocelin
  • Masculino
  • Brasilia DF
  • Brasil
Compartilhar

Amigos de Paulo Ramon Mocelin

  • Jana Kelly
  • CYRUS AUGUSTUS MORO DALDIN
  • Fernanda Pereira Soares
  • Missao Tanizaki
  • carlos roberto albuquerque lima
  • Eduardo Alves da Silva
  • RUI MARCOS LOPES CORRÊA
  • Danielly B. Guinhazi
  • André Braga
  • Terezinha  C. Signorini Feldens
  • AILTON SANTOS DA SILVA
  • Rosa Maria Antunes
  • Maria Elisabeth Rios de Resende
  • Giuliano Marchi
  • Natália Fernandes Nogueira
 

Página de Paulo Ramon Mocelin

Informações do Perfil

Nome Completo
Paulo Ramon Mocelin
Formação (descrição breve de sua trajetória profissional)
Eng. Agrônomo, formado pela Universidade de Brasília em 1996.
Consultor do Banco Mundial (1996 a 1998);
Especializações em Gestão Ambiental e Ordenamento Territorial (1998); Fruticultura Comercial (1999) e Gestão do Agronegócio (2006);
Ingresso no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA em 1998;
Fiscal Federal Agropecuário do MAPA desde 2002.
Instituição na qual trabalha ou estuda
MAPA
Categoria
MAPA, Defesa Agropecuária e Educação Sanitária

Este link que pode ser importante para o seu trabalho.

Este link que pode ser importante para o seu trabalho.

http://www.oirsa.org/portal/Enlaces.aspx

Veja o que tem lá:

Secretaría de Agricultura, Ganadería, Desarrollo Rural, Pesca y Alimentación
SAGARPA - México

Ministerio de Agricultura y Pesca
(MAF) - Belize

Ministerio de Agricultura, Ganadería y Alimentación
MAGA - Guatemala

Ministerio de Agricultura y Ganadería
MAG - El Salvador

Secretaria de Agricultura y Ganaderia
SAG - Honduras

Ministerio Agropecuario y Forestal
MAGFOR - Nicaragua

Ministerio de Agricultura y Ganadería
MAG - Costa Rica

Ministerio de Desarrollo Agropecuario
MIDA - Panamá

Secretaría de Estado de Agricultura
SEA - República Dominicana

Organismos Internacionales

Comisión del Codex Alimentarius e Inspeccion
FAO - Italia

Organización de las Naciones Unidas para la Agricultura y la Alimentación
FAO - Italia

Agencia Internacional de Energía Atómica
Vienna - Austria

Instituto Interamericano de Cooperación para la Agricultura
IICA - Costa Rica

Convención Internacional de Protección Fitosanitaria
IPPC - Italia

Organización Norteamericana de Protección a las Plantas
NAPPO - USA

Organización Mundial de Sanidad Animal
OIE - Francia

Organización Mundial del Comercio
OMC - Suiza

Organización Mundial de la Salud
OMS - Italia

Organización Panamericana de la Salud
OPS - USA

Centro Panamericano de Fiebre Aftosa
PANAFTOSA - Brasil

Agencias Gubernamentales

Organización Europea y Mediterránea para la Protección de las Plantas.
EPPO - Francia

Administración de Alimentos y Drogas
FDA - USA

Autoridad Europea de Seguridad Alimentaria
EFSA - Italia

Agencia Española de Seguridad Alimentaria y Nutrición
AESAN - España

Sistema Canadiense de Inspeccion Alimentaria
CFIS - Canada

Servicio de Inspección Sanitaria de Animales y Plantas
APHIS / USDA - USA

Servicio de Investigación Agrícola
ARS / USDA - USA

Ministerio de Medio Ambiente y Medio Rural y Marino
MARM - España

Servicio de Seguridad Alimentaria e Inspeccion
FSIS - USDA - USA

Organización de Investigación Científica e Industrial de la Comunidad de Naciones
CSIRO - Australia

Servicio de Inspeccion Cuarentenaria de Australia
AQUIS - Australia

Organismos Regionales y Hemisfericos

Banco Centroamericano de Integración Económica
BCIE - Honduras

Organizacion de los Estados Americanos
OEA - USA

Sistema de la Integración Centroamericana
SICA - El Salvador

Secretaría de Integración Económica Centroamericana
SIECA - Guatemala

Consejo Agropecuario Centroamericano
CAC - El Salvador

Blog de Paulo Ramon Mocelin

Em 2010, tente e invente, faça diferente.

Postado em 20 janeiro 2010 às 8:12 0 Comentários

B.I.A é a Base Iconográfica da Agricultura. Se você tiver fotos ou vídeos feitos por você de plantios, rebanhos, estabelecimentos (produtores, por exemplo), frigoríficos, trabalhos realizados nos portos, aeroportos, fronteiras, EADIs, treinamentos, encontros (regionais ou nacionais) etc você poderá enviá-las para a Biblioteca do MAPA em Brasília. Para isso, faça uma descrição da foto com a data, o local e identifique quem são as pessoas, a raça dos animais ou a espécie dos vegetais que aparecem… Continuar

Plant Health Australia

Postado em 1 dezembro 2009 às 10:13 0 Comentários

Plant Health Australia is the lead national coordinating body for plant health in Australia.
We work in partnership with industry, governments, researchers and others, providing national coordination to improve biosecurity policy and practice across Australia's plant industries and to build capacity to respond to plant pest emergencies.

Link http://www.planthealthaustralia.com.au/go/phau

Criada comunidade virtual de Educação Sanitária

Postado em 22 abril 2009 às 11:18 0 Comentários

Se você gosta do assunto acesse o link e registre-se. Convide seus amigos.
http://educacaosanitaria.ning.com

Caixa de Recados (16 comentários)

Você precisa ser um membro de Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária para adicionar comentários!

Entrar em Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Às 10:57 em 29 junho 2010, Joaquim Eustaquio de Souza Amado disse...
Prezado Paulo,
Deixo aqui um convite para que você, se possível, participe do nosso fórum de discussão intitulado "Quais deveriam ser os objetivos de uma Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária?"
Precisamos do apoio de todos aqueles que direta ou indiretamente participam do sistema de Defesa Agropecuária do Brasil.
Agradeço dede já a sua contribuição intelectual para o desdobramento deste processo.
Às 9:19 em 13 março 2010, Regina Sugayama disse...
Oi, Paulo, vc enviou recentemente uma msg ao professor Evaldo perguntando sobre a programação da conferência. Bem, ontem tive 3 reuniões muito boas com a SDA, SRI e Grupo de Acompanhamento do Edital 064/2008. A programação está praticamente fechada e, nos próximos dias, disponibilizaremos na RIT DA. Abraços!
Às 23:12 em 12 março 2010, Eduardo Alves da Silva disse...
Caro Paulo,
Meu pensamento é que o Geoprocessamento é composto por tecnologias, tecnologias essas que independem de uma área específica para avançarem, ex: não dependem da Defesa Agropecuária.
Por outro lado, na quase totalidade dos casos estas tecnologias não foram desenvolvidas como resposta à demandas da Defesa Agropecuária, como consequência destes fatos podemos definir uma premissa básica :

Embora o "Estado da Arte em Geprocessamento" permita registrar desenvolvimento científico, tecnológico inegável, assim como o desenvolvimento de pessoas e de mercado na área, a Defesa Agropecuária se caracteriza como um dos usuários destas tecnologias.

Partindo da premissa de que neste momento somos ainda grandes usuários em potencial, entendo que falta-nos Sensibilizar os altos escalões dos meios oficiais para que permitam introduzir a DA no universo do Geoprocessamento. Por outro lado, falta-nos Coordenação que nos permita prover o Planejamento do Uso, o Desenvolvimento e a Implementação do Geoprocessamento na Defesa Agropecuária, embora em outras áreas estas etapas já tenham sido vencidas, ex: Saúde, Planejamento Urbano, Minas e Energia, Transportes, etc

Logicamente que graças à Deuas temos algumas ilhas onde o uso efetivo do Geop já esta acontecendo em Defesa Agropecuária, oferecendo-nos exemplos concretos de que este é o caminho.

Um exemplo que vivenciei esta semana esta no Programa de Gestão Ambiental Integrado em Micro bacias hidrográficas desenvolvido no Pr.

Um aspecto fundamental é a falta de cursos públicos de formação em Geoprocessamento, e o número ainda restrito de profissinais da DA comprometidos em propor a associação Defesa Agropecuária & Geoprocessamento.

Outro ponto é a falta de suporte financeiro para implementação do Geop em DA

Sua pergunta é excelente e certamente serviria para motivar discussão sobre o tema, numa das sessões da II CNDA, devido à amplitude da resposta.
Às 14:33 em 9 março 2010, André Braga disse...
oi Paulo, tudo bem? a Sofia me encaminhou um email seu pedindo uma explicação sobre como postar e dividir seus textos com o pessoal da rede, é super fácil e estou aqui para ajuda-lo, ok? criei este tutorial para vc http://inovadefesa.ning.com/group/testetransmissosda/forum/topics/tutorial-como-participar-de.

para que a sua mensagem se propage ainda mais, vc pode ainda utilizar a opção" Enviar mensagem ao grupo", que fica do lado direito do seu monitor dentro do seu grupo escolhido, e ainda postar no seu blog, pois assim o seu texto ficará exposto na nossa pagina principal. vc sabe como postar no blog? posso fazer um tutorial pra vc.........abs e se ainda ficar com duvida me procure.
Às 13:15 em 25 janeiro 2010, Joaquim Eustaquio de Souza Amado disse...
Caro Paulo,
Muito obrigado por sua participação no fórum sobre a Sociedade ou Colégio Brasileiro de Defesa Agropecuária. Achei muito interessante a sua colocação sobre o envolvimento do MAPA em uma ação como esta.
Eu e os demais membros desta rede que discutimos mais ativamente esta ideia não havíamos pensado desta forma. Nos pensávamos que esta agremiação poderia se comprometer com a realização de cursos de educação continuada de acordo com as necessidades do MAPA e dos membros da agremiação. O que você acha? Não seria esta uma interação interessante? O Colégio poderia trazer os servidores aposentados de volta para dar cursos para a moçada (de uma forma organizada e centralizada). Um colégio como este poderia otimizar a transferência do conhecimento de uma geração de fiscais para a outra. Ele seria importante também para aumentar ainda mais o contato da academia com os orgãos de defesa.
Talvez eu esteja sonhando muito ... mas penso que se faz necessária uma padronização das ações de educação continuada de acordo com as necessidades da defesa como um todo.
Mas gostaria de lhe assegurar que no processo de criação de uma agremiação como esta o que vai valer é a opinião da maioria. Portanto as minhas ideias, boas ou ruins, continuaram sendo só as minhas ideias, a não ser que a maioria concorde com elas.
Faço este comentário aqui pois pretendia evitar expor estas propostas agora e acabar por direcionar a discussão em um momento que precisamos de adesão.
Espero que possamos contar com o seu auxílio e suas ideias na construção desta agremiação sem fins lucrativos.
Não deixe de divulgar aquele formulário para seusa colegas e amigos.
Às 9:15 em 30 novembro 2009, Maria Elisabeth Rios de Resende disse...
O Agrinho é um projeto antigo, do Paraná, onde se trabalhou muito o conteúdo de agrotóxico em Escolas, se eu não me engano. Escreva para o Ailton Santos Silva, ele está na RIT, e é da SFA/PR, deve ter maiores informações.
abraços
Beth Rios
Às 12:43 em 13 outubro 2009, Maria Elisabeth Rios de Resende disse...
Paulo, em Novembro teremos o Enesco em Brasília, e vc poderá se inscrever. O MAPA está organizando, com apoio do CONESCO.
abraços
Beth Rios
Às 12:03 em 25 junho 2009, Regina Sugayama disse...
Oi Paulo, bom dia! Queria te dar u ma sugestão - coloca esses organismos todos que vc listou no grupo de Links Interessantes, aí fica compartilhado com todo mundo. Abs!!!
Às 1:18 em 30 abril 2009, Fabiana de Menezes Soares disse...
A lei complementar 95/98 e o decreto 4176 que disciplinam sobre a elaboraçao de atos normativos emanados tbem do executivo.
Às 9:41 em 29 abril 2009, Fabiana de Menezes Soares disse...
oi Paulo, problemas com as regulamentacoes pelo visto nao faltam, o que sò confirma o que ando vendo em outros sistemas. Eu nao entendi bem se existe previsao legal de multas alternativas em algum outro dispositivo ou se isso é uma idéia para um novo ato normativo. Claro que hà sempre esta possibilidade, mesmo porque hà uma sèrie de princìpios que aparecem em leis superiores, nas polìticas ministeriais que induzem a comportamentos de responsabilidade, consciência ambiental etc.. Por isso vejo a importância nesta sistematizacao de atos normativos de diversas hierarquias porque as inconsistências aparecem e tbem um melhor conhecimento de todo o contexto dos atos normativos vigentes. Outro ponto é a fixaçao de alguns marcos/parâmetros para a melhoria do aspecto material "do conteùdo", do ato normativo. Existem regras vigentes e outras que podem ser incorporadas, que se aplicadas melhrariam muito a "saùde" da legislaçao.
 
 
 

Instituições

Apoio

Parceria

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2017   Criado por Inovadefesa.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço