Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Pérsio Scavone de Andrade
  • Masculino
  • Piracicaba
  • Brasil
Compartilhar
  • Mensagens de blog
  • Tópicos
  • Eventos
  • Grupos (1)
  • Vídeos

Amigos de Pérsio Scavone de Andrade

  • Rebeca Caroline Gonçalves de Sou

Grupos de Pérsio Scavone de Andrade

 

Página de Pérsio Scavone de Andrade

Últimas atividades

Pérsio Scavone de Andrade entrou no grupo de Rebeca Caroline Gonçalves de Sou
Miniatura

Silvicultura

Este grupo foi criado para apresentar notícias, discussões, informações técnicas, artigos-científicos ( caso tenham algum trabalham publicam aqui no grupo) sobre silvicultura, integração lavoura agropecuária, manejo dentre outros assuntos pertinentes que envolve essa linda área.Ver mais...
29 Jul, 2013
Pérsio Scavone de Andrade atualizaram seus perfis
6 Maio, 2013
Pérsio Scavone de Andrade é agora um membro de Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária
6 Maio, 2013

Informações do Perfil

Nome Completo
Pérsio Scavone de Andrade
Cadastro de Pessoa Física/Jurídica
CPF
Formação (descrição breve de sua trajetória profissional)
Comecei minha carreira científica como entomólogo em Rio Claro (Unesp), onde me bacharelei em ECOLOGIA. No meio da graduação pulei para o galho da limnologia (UFSCar) e conclui meu TCC estudando a fixação de nitrogênio em uma macrófita da Represa do Lobo em Itirapina. No final da graduação uma professora de Rio Claro me deu a primeira oportunidade de conhecer a Amazônia, sendo seu estagiário no PDBFF, a Dra. Eleonore Setz (atualmente na Zoologia-Unicamp), que fazia seu doutorado com Parauacus. Desde então parei de pular de galho em galho e me especializei em macacos. Venho tentando compreender o estilo de vida dessas encantadoras criaturas, vítimas de um mundo despedaçado. Em ilhas de vegetação no meio de canaviais e soja, eles vão tentando, muitas vezes em vão, se equilibrar no que restou de florestas tropicais. Durante o mestrado estudei um dos 25 macacos mais ameaçados do mundo, os muriquis. Sai da selva de pedra de São Paulo, onde nasci, e fui para Rio Casca (MG) realizar meu trabalho de campo. Em 1997 me tornei mestre em Psicologia Experimental (USP). Depois de trabalhar na depauperada Mata Atlântica, resolvi redirecionar minha vida para a Amazônia. Morei em Santarém durante cinco anos fiz muitos aliados e preparei o terreno para o doutorado. Voltei para São Paulo (Piracicaba) e conheci um estatístico da Esalq, Dr. Hilton Thadeu Zarate do Couto, que me orientou. Voltei para o Pará e estudei comparativamente a comunidade de macacos de dua florestas nacionais (Tapajós e Saracá-Taquera, no rio Trombetas).Em 2007 me doutorei pela ESALq/USP).
Instituição na qual trabalha ou estuda
ESALq
Categoria
Estudante de Pós-Graduação
Li e concordo com as condições de utilização descritas no Guia da RIT DA
Sim

Caixa de Recados

Você precisa ser um membro de Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária para adicionar comentários!

Entrar em Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

  • Sem comentários por enquanto!
 
 
 

Instituições

Apoio

Parceria

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2017   Criado por Inovadefesa.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço