Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Romão Miranda Vidal
  • Masculino
  • Palmas - Tocantins
  • Brasil
Compartilhar

Amigos de Romão Miranda Vidal

  • Alexandre Fachinello

Discussões de Romão Miranda Vidal

RASTREABILIDADE ALIMENTAR: REFLEXÕES PARA O CASO DA CARNE BOVINA

Started 17 Fev, 2011 0 Respostas

Excelente Artigo. Uma verdadeira aula a respeito de Rastreabiliadde. Que bom poder contar com as suas luzes.O nosso comentário que ora o fazemos, não se refere ao Artigo em pauta, mas sim às…Continuar

SANIDADE ANIMAL – COMPARTIMENTALIZAÇÃO - PECUÁRIA DE CORTE BOVINA

Started 26 Jan, 2011 0 Respostas

SANIDADE ANIMAL – COMPARTIMENTALIZAÇÃO - PECUÁRIA DE CORTE BOVINA.Poderá soar como estranho, como inusitado e até como curioso.É sabido que o Brasil é detentor de uma situação peculiar, nós temos no…Continuar

VACINAS TRANSGÊNICAS

Iniciou esta discussão. Última resposta de Romão Miranda Vidal 22 Abr, 2011. 6 Respostas

VACINAS TRANSGÊNICASVacinas transgênicas a grande solução futura ao nosso alcance.Os que não simpatizam com os avanços tecnológicos, e que se sublimam em uma espécie de gozo transcendental, ao saber…Continuar

ALGUMAS PÉROLAS A RESPEITO DA RASTREABILIDADE EM PECUÁRIA DE CORTE

Started 20 Dez, 2010 0 Respostas

ALGUMAS PÉROLAS A RESPEITO DA RASTREABILIDADE EM PECUÁRIA BOVINA DE CORTEPérola Nº01“Na realidade, o sistema de rastreabilidade no Reino Unido significou mais burocracia para os produtores…Continuar

 

Página de Romão Miranda Vidal

Últimas atividades

Romão Miranda Vidal postou um status
"Aguardem : Agribusiness Consulting, nova empesa com nova forma de atuar no ramo do agro."
25 Fev, 2013
Romão Miranda Vidal respondeu à discussão 'Revisão do Sisbov está em consulta pública' de Sofia Iba no grupo Defesa Sanitária Animal
"Piraram de vez. Mais uma vez os "aloprados" do MAPA/SISBOV, conseguem fazer o Brasil ser redicularizado internacionalmente. Vamos fazer um pequeno exemplo paralelo. Pensaram se cada país importador de carros, caminhões e ou…"
28 Jan, 2013
Romão Miranda Vidal comentou a postagem no blog 'Status do país para a doença da vaca louca é posto à prova' de VERA LUCIA CALDEIRA DO AMARAL
" A FALTA DE GESTÃO DE CRISE E A VACA LOUCA   Infelizmente mais uma vez se constata a total ineficácia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em um momento extremamente delicado para o setor…"
24 Dez, 2012
Romão Miranda Vidal postou um status
"Preocupado pela divulgação de notícias a respeito da BSE, por pessoas que não possuem a minima qualificação técnica a respeito do assunto."
24 Dez, 2012
Romão Miranda Vidal atualizaram seus perfis
24 Dez, 2012
Romão Miranda Vidal postou um status
"Pesquisando áreas rurais para serem adquridas, para implantação de Projetos Agricultura Baixo Carbono,Integração Lavoura Pecuária."
17 Dez, 2012
Romão Miranda Vidal respondeu à discussão 'Venezuela alimenta boato sobre “vaca louca” no Brasil' de Sofia Iba no grupo Defesa Sanitária Animal
"E então se já não bastasse a ingerência do doidão Chavez nos assuntos internos do Paraguai, da sua entrada forçada no Mercosul,  de se pertuar no poder usando a chantagem emocional, ante o seu caminhar…"
17 Dez, 2012
Romão Miranda Vidal curtiram a discussão Venezuela alimenta boato sobre “vaca louca” no Brasil de Sofia Iba
17 Dez, 2012
Romão Miranda Vidal comentou a postagem no blog 'Projeto autoriza biólogo a ser responsável técnico em produção de sementes' de José Carlos Rosatti
"Na realidade não é só nesta área que existe este tipo de conflito. A culpa é do MEC que ainda não consegue fazer uma distinção entre o que uma determinada categoria profissional pode praticar…"
20 Ago, 2012
Romão Miranda Vidal respondeu à discussão 'VACINAS TRANSGÊNICAS' de Romão Miranda Vidal
"Vacinas transgênicas a grande solução futura 10.05.2006 09:27 . Os que não simpatizam com os avanços tecnológicos, e que se sublimam em uma espécie de gozo transcendental, ao saber e ver que milhares…"
22 Abr, 2011
Romão Miranda Vidal respondeu à discussão 'VACINAS TRANSGÊNICAS' de Romão Miranda Vidal
"Silvio. Dando continuidade ao assunto de 18 de abril, sugiro que você a Revista Exame -Edição 977 - Ano 44 - Nº 18 de 6/10/2010- O artigo - Em busca do remédio do futuro - páginas 20-22 - Boa…"
22 Abr, 2011
Romão Miranda Vidal respondeu à discussão 'VACINAS TRANSGÊNICAS' de Romão Miranda Vidal
"Olá, Clóvis. Na realidade ainda não tive a oportunidade de lê-lo. Mas o fiz em relação aos 7 pecados capitais dos transgênicos. Honestamente como Médico Veterinário, tenho acompanhado…"
20 Abr, 2011
Clovis Thadeu Rabello Improta respondeu à discussão 'VACINAS TRANSGÊNICAS' de Romão Miranda Vidal
"Caro Romão Vc já leu o livro Roleta Genética, de Jeffrey M. Smith, publicado no Brasil pela Editora João de Barro, de S. Paulo, com prefácio em inglês do ex-ministro inglês de Meio Ambiente e com o…"
19 Abr, 2011
Romão Miranda Vidal respondeu à discussão 'VACINAS TRANSGÊNICAS' de Romão Miranda Vidal
"Meu caro Silvio. Não. Não possuo nenhum tipo de informações a respeito de vacinas de uso veterinário, em especial produzidas pela Engenharia Genética. O que eu tenho lido e estudado,mas não com…"
18 Abr, 2011
Silvio Valle respondeu à discussão 'VACINAS TRANSGÊNICAS' de Romão Miranda Vidal
"Romão, você possui informações sobre o uso de vacinas veterinárias produzidas por Engenharia Genética no Brasil, e dos dados de vigilância pós comercialização, em…"
18 Abr, 2011
Romão Miranda Vidal postou uma discussão

RASTREABILIDADE ALIMENTAR: REFLEXÕES PARA O CASO DA CARNE BOVINA

Excelente Artigo. Uma verdadeira aula a respeito de Rastreabiliadde. Que bom poder contar com as suas luzes.O nosso comentário que ora o fazemos, não se refere ao Artigo em pauta, mas sim às conseqüências que foram advindas do SISBOV.Citando o texto original do seu Artigo:"Em 2005, cerca de 50 milhões de animais estavam na Base Nacional de Dados do Sisbov, de um rebanho total de 190 milhões de cabeças. Segundo notícia publicada no site do Mapa, atualmente, cerca de 22 mil propriedades…Ver mais...
17 Fev, 2011

Informações do Perfil

Nome Completo
Romão Miranda Vidal
Cadastro de Pessoa Física/Jurídica
CPF
Formação (descrição breve de sua trajetória profissional)
Médico Veterinário, com vivência na elaboração,implantação e dinamização de projetos pecuários, em especial para pecuária bovina de corte.
Instituição na qual trabalha ou estuda
Autonomo
Categoria
Estudante de Pós-Graduação, Imprensa, Consultor ou Prestador de Serviços
Li e concordo com as condições de utilização descritas no Guia da RIT DA
Sim

A FALTA DE GESTÃO DE CRISE E A VACA LOUCA

 A FALTA DE GESTÃO DE CRISE E A VACA LOUCA

Infelizmente mais uma vez se constata a total ineficácia do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, em um momento extremamente delicado para o setor pecuário bovino de corte. Há dois anos passados uma fêmea bovina veio a óbito e como é de praxe para nós Médicos (as) Veterinários (as), procedeu-se a necropsia. É procedimento protocolar e em especial quando o quadro clínico que antecedeu a óbito, no caso específico o bovino apresentava uma sintomatologia de distúrbios nervosos, suspeitar-se de Raiva Bovina, assim como das demais enfermidades neurológicas, que acometem bovinos.

A medida adotada com o abate sanitário dos animais existentes na propriedade, dentro dos procedimentos normais, foi a medida mais correta em termos de configurar uma zona de exclusão sanitária.

Mas decorridos dois anos, eis que surge a notícia bomba: Vaca Louca no Paraná.  Era tudo isto que não se esperava e desejava. No município de Sertanópolis um caso isolado foi detectado e identificado em um animal, morto em dezembro de 2010, com idade superior a dez anos.

Até onde chega a loucura: dois anos são passados e tão somente agora o assunto vem à baila. Será que o MAPA não tem consciência de que quando se depara com uma situação desta magnitude a melhor ação é administrar de forma mais clara possível este tipo de situação? Ou estaria escondendo a informação?

No que resultou toda esta pasmaceira? Se há dois anos passados o MAPA operasse de forma mais eficiente, dirigindo-se imediatamente a OIE, solicitando apoio internacional, a situação seria totalmente diferente, do que estamos vivendo, com repercussões sem condições de previsões futuras. Inclusive solicitando todos os procedimentos laboratoriais, junto a entidades internacionais.

No momento do sufoco, da crise, do desespero surgem os “bombeiros mediáticos” de última hora que nunca d’antes se posicionaram para difundir os produtos da pecuária bovina de corte. Verdadeiros urubus.

Quem deveria pautar a condução deste episódio, seria em um primeiro momento por situação constitucional o MAPA e em seguida a Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária e posteriormente as Academias de Medicina Veterinária e então a Defesa Sanitária Animal Estadual. Mas como sempre acontece nestas situações os administradores oportunistas do caos não perdem a oportunidade de aparecer e em especial na mídia. Questiona-se se ocupam cargos administrativos de entidades representativas, sabedores que são da ineficácia operacional do MAPA e não dos seus valorosos profissionais, por qual razão não tomaram providências para que tal não acontecesse? Explico.

 

  1. O LANARA se é que  ainda existe é ineficaz;
  2. Não existe uma Central Nacional para monitoramento sistemático e apoio às Unidades Estaduais;
  3. O estado do Paraná não tem estrutura laboratorial para diagnosticar este tipo de enfermidade BSE e tão pouco fazer exames diferenciados em relação ao posicionamento topográfico do Pryon no SNC;
  4. O diagnóstico foi realizado em Minas Gerais o que confirma o acima citado;
  5. Para validação do resultado este foi enviado para o Reino Unido;
  6. Novamente se identifica a incompetência do MAPA.

 

 

Indaga-se. De que forma um pais continental, detentor do maior rebanho bovino de corte, em relação aos demais países, não possuí um Laboratório de Referência para diagnosticar patologias específicas, em especial àquelas que os países importadores fazem rigorosas restrições?

No caso específico da Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária, o colega presidente tem uma excelente formação no setor. Mas isto não invalida o questionamento do MAPA como organismo responsável pela Sanidade Animal e Sanidade Humana (Segurança Alimentar). Nós afirmamos tal, em função da incrível falta de organização. A Defesa Sanitária Animal do Paraná procede à coleta e envia o material para análise. Destino Laboratório Marcos Enrietti. Este por sua vez se diz incapaz para diagnosticar outras patologias que acometem o SNC dos bovinos e notifica a Delegacia do MAPA/Pr. Este por sua vez consulta Brasília que responde que o material tem ser enviado à Minas Gerais que se diz incapaz de realizar exames além dos rotineiros e em especial da suspeita (e aqui não se sabe de onde partiu esta suspeita) e envia-se o material para a Inglaterra. Dois se passaram...

O comunicado desastrado feito de forma atabalhoada e por um profissional da imprensa que não sabe distinguir entre o mau da vaca louca e o mal da vaca louca... infelizmente acontecem tais situações, dai a necessidade de antes se publicar algo tão sério, o indicado é consultar profissionais habilitados e com expertise no assunto. Preferencialmente um profissional da área de Medicina Veterinária.

A falta de competência do MAPA beira a irresponsabilidade. Vejamos o que a imprensa noticia: Para Cesário Ramalho, presidente da Sociedade Rural Brasileira, a possibilidade de outros casos de vaca louca no País está descartada. “O Brasil está muito seguro da ação que fez”, disse. “Esse é um fato completamente isolado e temos segurança absoluta no fornecimento de carne brasileira.”

Sinceramente se tivesse permanecido calado faria melhor. Em qual patamar se estriba o venerando Cesário Ramalho? Se no caso específico, dependemos de uma terceira parte para validar um diagnóstico nativo? Que segurança em relação ao fornecimento de carne brasileira? Seria mais didático e coerente fazer o devido uso do vernáculo, mesmo porque não existe carne brasileira. Pode beirar a antropofagia., .

Não é possível ficar dois anos com um diagnóstico inconcluso”, afirmou. “É necessária uma sistematização, com um controle sobre os laboratórios regionais para agilizar os diagnósticos.”

No caso da vaca do Paraná, morta em 2010, a demora do diagnóstico se deu por conta de problemas estruturais no laboratório do Estado. A análise acabou sendo feita em Minas Gerais e, após a confirmação da EBB, o governo enviou a amostra para o Reino Unido, para uma contraprova. Somente após o resultado é que a divulgação sobre o caso foi feita. Durante uma averiguação mais detalhada de seu encéfalo, foi encontrado um príon, uma mutação de uma proteína que poderia causar o Mal da Vaca Louca.

E o que aconteceu? Uma série de erros que remontam desde a demissão do “arrumadinho” e corrupto Wagner Rossi até a atual gestão do filho do ex-deputado cassado pela Revolução de 64, que continua fazendo estragos ainda (a Revolução). Com a nomeação deste ministrinho, filho do Mendes Ribeiro cassado, a presidente Dilma resolveu fazer um agrado e nomeou o Deputado Federal Mendes Ribeiro (filho) para exercer o cargo de ministro do MAPA, deu no que deu. Agora recentemente recebemos os resultados vindos de um laboratório de referência da enfermidade localizado em Weybgidge na Inglaterra.

Hoje estamos diante de uma situação que pode se complicar, se já não se complicou.

O Itamaraty e nada é a mesma coisa. Juntando o MAPA e o Itamaraty fecha-se o circulo da incompetência.

Enquanto isso a Venezuela, Argentina, Uruguai, Canadá, Austrália, Estados Unidos, Colômbia e até o Paraguai estão felizes e ganhando mercado.

 

Médico Veterinário Romão Miranda Vidal.

 

Caixa de Recados (1 comentário)

Você precisa ser um membro de Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária para adicionar comentários!

Entrar em Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária

Às 6:42 em 18 dezembro 2010, Sofia Iba disse...

Prezado Romão, para publicar artigos técnicos, basta entrar no grupo que mais está relacionado ao tema, ir em Fórum de Discussão, "iniciar novo tópico", preencher com o título do artigo e anexá-lo. O arquivo poderá estar em formato PDF ou word.

Atenciosamente,

 

Sofia

 
 
 

Instituições

Apoio

Parceria

Vídeos

  • Adicionar vídeo
  • Exibir todos

© 2017   Criado por Inovadefesa.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço